quinta-feira, 23 de junho de 2011




Redescobrindo o corpo tocamos o aveludado da alma.


6 comentários:

Adão Flehr disse...

Linda,
Saudades daqui. Vc tá sempre lá, não é?
Alma de veludo, pena de poetisa... sensível e tocante...

Tamara Queiroz disse...

Que coisa boa tê-lo aqui, Flehr! Sempre a surpreender.

Edson Marques disse...

Quando o corpo é livre, é a alma que o (re) (des) cobre.



Flores...

Janete Cardoso disse...

Linda imagem e lindas palavras :)
beijo
Janete

Tamara Queiroz disse...

Edson, que imagem linda se formou na minha mente. A alma encobrindo o corpo. Belo, belo, belo!!!

Tamara Queiroz disse...

Jan, você também é uma linda!