sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Escrevendo emocionada...

... brinco que eu já existia antes de nascer. Que sou uma velha ladra num corpo de uma jovem.

Há muito tempo conheço a intuição. Ela foi a minha única guia ao ponto de me sustentar sem amigos, mas isto é história para outro post.

Hoje, estou posicionada em um espaço em que, do meu lado esquerdo, eu já tinha conhecimento de tudo o que me aconteceu até este exato momento e, do lado direito, eu tenho a nítida visão do que vai acontecer. Para facilitar um pouquinho , é como se eu estivesse entre a minha consciência do passado e a do futuro. É como se eu fosse o vento entre as arestas da janela: você não o vê, mas sente que ele existe.

É uma sensação indescritível. Tentar traduzi-la seria dizer que embora houvesse pedras no meu caminho, acima de tudo eu acreditei em mim (e continuo acreditando!). Os mais íntimos sabem o tamanho dessas pedras.

Ontem, eu disse SIM para algo que me abriu a porta para hoje. Hoje, eu disse SIM para algo que abrirá mais uma porta amanhã.

É assustador e sem graça saber o que lhe vai acontecer na vida? Garanto que não. É, abundantemente, regozijador saber que fez melhor do que "prevera".

Esclareço que isto nada tem correlação com os chamados "previsão do futuro", tarô e companhia. É apenas uma observância (digo, ampla!) crítica do seu próprio ser. É decifrar todos os dias os próprios enigmas. É desamarrar os nós. É ser claro no pensar, no sentir e no querer.

Eu estou tão eufórica que nem a mais profunda respiração me acalma. Ao contrário, faz com que meus olhos umedeçam. É um êxtase sublime!

Enfim, é apenas um registro de que consegui estágio, numa nomeada editora, em pleno 2º semestre da faculdade e não estou apenas contente por isto, e sim, consciente de toda a minha jornada.

8 comentários:

Janete Cardoso disse...

Lendo emocionada...
Não é intuição, mas tenho uma profunda certeza do grande futuro que te espera! :)
Tenho dessas coisas, acho que você sabe.
Viver pela fé é mais ou menos isto, trilhar um caminho, sabendo onde vai dar, escolher pessoas que vão nos acrescentar e esperar de Deus, tudo o que Ele quer e vai nos dar.
Ele fez planos pra você. Lindos planos e intransferíveis.
Te amo! :)

Tamara disse...

Sim minha, querida!

A minha fé é assim... a la tamaresca.

Eu fiquei ainda mais emocionada quando li o que vc escreveu. Agradeço-te imensamente e sempre me cativas!

B-joletas azuis

edson marques disse...

Tamara,

que delícia ler um texto como o teu!

Fui lendo, devagarzinho, como se fosse uma reza. Senti-me em tua pele, mas profundamente!

Esse saber o que se passa (e o que fica) é um delicioso salto profundo!

Seja feliz, cada vez mais.

Abraços, flores, estrelas..

Janete Cardoso disse...

Passando pra te dar mais um abraço fofo! hehehehe
Feliz aniversário, amiga!

Guria disse...

Não é de hoje que digo que sou uma velha com corpo de guriazinha... sempre sempre sempre digo isso... sou a pessoa mais antiga que existe na minha idade, ainda acho algumas coisas banais que hoje dizem ser normais... ahh enfim, nem sei como explicar.
Te mandarei o selinho viu?? Deixa pra mim.
Ótimo inicio de semana e mega parabéns pelo empreguinho... fiquei feliz por ti.

Beijos e conta tudo quando começar e como foi viu?? ^^

Felipe Fanuel disse...

Tamara,

Meus parabéns... A festa é sua, mas somos nós os presenteados com esta graça de post. Fala a verdade. Você deve ter alguns pincéis e tintas aí do outro lado da tela.

Guria disse...

Esta de casinha nova??
ÓTIMO

beijos

Edson Ovidio Alves disse...

Tâmara amarela, quem sabe já nao tenhas sido Tâmara vemelha. Você tem uma sutileza bárbara na forma de se expressar, eu diria que vc grita subrepticiamente,fala, expõe algo muito claro; como se o vento da fresta, o la dentro e o lá fora são e estão em você!
Acho que você é a Bárbara afinal de contas!