sábado, 5 de setembro de 2009

Mudo, logo existo!

As pessoas precisam parar com a fixação de acreditar no eterno. O que pensamos, sentimos, enxergamos, falamos e cheiramos hoje, não estará no mesmo estado amanhã. A natureza se expande e é urgente acompanhá-la.
















.
.
.
Sempre que meu coração fica apertado, pequenino...
por vacilar em não acreditar mais em mim,
lembro-me da revelação da minha vizinha adolescente:

— E você, Nay,
se pudesse ser outra pessoa, quem seria?

— Eu gostaria de ser a Tamara.

Não porque sou uma ególatra, e sim,
pela surpresa que me fe(a)z sorrir.

5 comentários:

Chiasmodon disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dica disse...

É mais forte que nós, acreditar ou esperar pelo/no eterno.
Mesmo tendo a convicção de que NADA é.

meus instantes e momentos disse...

gosto da clareza dos teus posts e da inteligencia dos teus coments.
Eu gosto de ti...
Maurizio

Janete Cardoso disse...

Feliz é quem está atento à experiência de cada dia... boas ou ruins, todas são importantes!

beijo

Janete Cardoso disse...

Feliz é quem está atento à experiência de cada dia... boas ou ruins, todas são importantes!

beijo