sábado, 4 de novembro de 2006



A três semanas atrás fui etiquetada pela Karen. Encontrei dificuldade em listar cinco coisas estranhas que faço. Porque as faço com muita freqüência, ou seja, elas se tornaram normais {risos}:

• 1 •

Gosto de comer bolos, pizzas, lanches cortados em pequenas partes, como petiscos. Com bebida a mesma coisa, como por exemplo: coloco um pouquinho só de água no copo e bebo, volto a colocar mais um pouco e bebo, até que a sede termine {com exceção, quando estou com sede, sedísima!}. Tenho essa manina desde criança... eu não gostava de comer e minha mãe na tentativa de fazer-me engolir algo, dividia a comida em partes no meu prato e dizia:
- Você vai comer esse, esse e esse.
No final, eu comia tudinho!

• 2 •

Para aliviar as minhas dores nas costas, eu faço ponte com o corpo. E para me concentrar {onde posso!} sento de perna de índio - como neste exato momento.

• 3 •

Adoro dublar e interpretar músicas quando a minha irmãzinha está por perto, ela fica com o rosto redondo de admiração.

• 4 •

Toda noite, eu deito de barriga para baixo e balanço o corpo para adormecer.

• 5 •

Costumo ler mais de um livro ao mesmo tempo, uma semana leio um, na outra semana um outro livro. Além, de não gostar de ler livros que não sejam meus. Na verdade, odeio a pressão de ter que ler rápido {sem respeitar o meu próprio tempo!} para devolver no prazo.

4 comentários:

karenzita disse...

bah muito tri
só me ensina a fazer a ponte nas costas
hehehe
bjus

Adão Flehr disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Adão Flehr disse...

Tamara, eu também leio váaaarios livros ao mesmo tempo, mas para mim não importa se são meus, ou emprestados, ou etc...

Mas este teu post me lembra a discussão sobre o que é normal e o que é "esquisito", anormal. Quem dirá?

Já leste "O Alienista" de Machado de Assis? Discorre muito bem sobre isto

Tamara disse...

Mmm... esqueci de acrescentar outra mania: se a caneta tem tampa só consigo escrever com a tampa em cima da caneta. É uma incomodação tão grande... que parece piada.