sexta-feira, 24 de novembro de 2006

A sintonia


Os cômodos tinham a suavidade do perfume do incenso venusiano. A atmosfera era de romantismo. Ela ainda descalça com o vestido preto de alcinha, longo e solto enche a taça com champanhe. Solta o cabelo e dança sozinha e lentamente à música You Have Been Loved.
Depois da terceira taça sente seus pêlos arrepiarem. Era ele que estava chegando, ela podia sentir pelo cheiro. Correu para calçar sua sandália prateada. Olhou ao redor e estava tudo perfeito: noite quente e céu estrelado.
A campainha toca, ela o recebe com um beijo úmido. Ele avista na sacada uma mesa redonda, duas cadeiras e velas acesas e friamente anuncia:
— Está tudo terminado entre nós!

3 comentários:

Adão Flehr disse...

Sintonia dissonante!
Mas ao menos ela "have been loved", e isto faz a diferença!

K-sses!

Lizzie disse...

Essa história parece-se muito com algo que vivi há pouco tempo. Mas ao menos houve amor, pior se nada houvesse.
Beijos flor, adoro-te! :****

Lizzie disse...

Vim conferir se havias atualizado. Sinto falta de ler tua vida em poesia por aqui...


Adoro-te!
Beijos:***