segunda-feira, 4 de dezembro de 2006

Uma criatura curiosa abriu uma caixinha qualquer e as palavras escaparam:

Delírio
5 anos
Vergonha
Desconfiança
Solidão
Loucura
Desproteção
Gritos
Nojo
Desapego
Impureza
Pecado
Descrença
Rancor
Silêncio
Dor
Frio
Segredo
Desatenção
Impunidade
Violência
Desamor
Sangue
Grande ferida
Depravação
Alma desvirginada
Lágrimas

Não julgue as pessoas sem antes abrir a caixinha delas.
Saiba como elas são e porque são.

2 comentários:

karenzita disse...

Interessante...
O que será q tem na minha caizinha?
hehehe

beijinhos

Adão Flehr disse...

Esta caixinha de carne, feixe de músculos que pulsa sem querer, que apanha e também bate...

b-jos!