segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Ando sem in.
Vivo com piração.

Tenho apenas me dedicado à uma Gincana Literária, que tem me consumido um bocado. Tudo isso porque eu adoro o Rogerito (autor da Gincana!) e o que ele escreve. Aí vai uma "painha":

"O que dizer a quem não tem o que dizer
mas te provoca a falar?
O de sempre:
o mesmo caprichado buquê de silêncios."

"Miséria não é a falta de bens ou recursos
nem é a falta de amores.
Miséria é a falta de si mesmo."

"Subi a colina dos teus olhos
só para me ver encantado
no vale do teu sorriso."

"As pessoas são problemas
que outras pessoas não resolvem."

4 comentários:

Felipe Fanuel disse...

Brilhante!

Confesso que na maioria das vezes estou sem in e sem piração. kkkkkk

Essa "painha" aí foi demais... Pode mandar o resto depois. rsrs Esse Rogerito tem a pena afiada, hein!


***P.S.: Ah, Tamara, vi no blog do Alysson que vc mora em SBC. Eu viajo para aí toda semana para o mestrado na Metodista, lá no Rugde Ramos. Conheço tua cidade... De campos mesmo não tem nada. hahaha

karenzita disse...

Daee

Tbm anda sem "ins"piração?

idem

acho q 2007 veio loco pra todos
hehehe

Alysson Amorim disse...

Tamara!

Também ando sem "in" e vivendo com um pouco de "piração".

Que "painha" boa. O Regerito manda bem, hein?

É incrível como versos tão simples são capazes de carregar uma beleza tão grande. É como uma formiga que leva em seu dorso frágil uma belíssima folha. Me lembra muito a poesia do Quintana.

Bjs.

karenzita disse...

amiga
Estou participando de um concurso e gostaria que vc votasse em mim, a votação e na sexta-feira (dia 02/03), tem todas as informações lá no meu blog.
Conto com teu apoio!

Obrigada

Karen