domingo, 8 de julho de 2007

A probabilidade de uma pessoa estar certa
aumenta na proporção direta da intensidade
com que as outras pessoas tentam provar que ela está errada.

James Mason, em O céu pode esperar.

9 comentários:

Alysson Amorim disse...

É uma afirmação com amparo histórico.

A intensidade em quilos de uma madeira rústica nos ombros ou a intensidade em graus celsius de uma fogueira, por exemplo.

Beijos, Tamara.

Elcio Domingues disse...

Tamy:

Há um documentário interessante que mostra como os homens começaram a domesticar os cães. Tudo remonta à África, o Berço da Humanidade, como a ciência já comprovou. Lá há uma espécie de primata que captura os filhotes de cães selvagens e, enquanto o bando de macacos dorme sobre o chão, os cães vigiam para preservá-los de um eventual ataque inimigo. Os cães passam a viver espontaneamente com o bando que os adotam. Interessante, não é, Tamy?

Há tribos indígenas brasileiras que criam cães, tb, mas não sei se nativos do Brasil, ou trazidos pelos portugueses.

Quanto ao texto, trata-se, apesar de muito verdadeiro, de uma obra de ficção, cuja autoria eu desconheço.

Quanto ao seu post, acho que cada caso é um caso, pois existem as teimosias burras, que não constroem nada, porque não se baseiam num exame desapaixonado das situações controversas, mas apenas no orgulho e na arrogância daquele que discorda sem ter elementos consistentes para isso. Mas o teimoso não passa impune quando assim procede; o tempo cobra um preço às vezes alto pela cegueira.

Bj.


Elcio Domingues.

Adão Flehr disse...

Tamara,

Que surpresa agradável, a sua visita, lá!

Eu estava afastado da net, mas estou voltando, agora... Reabri a "fabriqueta"...rsrs

Quanto à frase, ela é brilhante, corroborada por ilustres exemplos ao longo da hístória... e por alguns exemplos pessoais de meu dia-a-dia... rsrs

B-jos saudosos!

Felipe Fanuel disse...

Querida Tamara,

É sempre bom passar aqui para contemplar sua criatividade intelectual.

Esta citação revela o quão rico e instigante é o seu blog. Não é diferente nos comentários que vc deixa por aí, que vez ou outra a gente lê, sem contar naqueles que vc costuma presentear-nos em nossos próprios blogs.

Não é por outra razão que estou aqui sempre, tentando, entre uma leitura e outra, imergir-me neste mundo de palavras atropeladas.

Hoje li no jornal algo sobre o perfil dos formadores de opinião. Logo pensei "estou mais para de-formador [sic] de opinião do que formador". Afinal, ando, desesperadamente, atraído pelos meandros da incoerência construtiva. Isso que constitui alimento para minha alma, o qual sempre encontro em espaços como esse da blogsfera.

Obrigado por me atropelar com suas palavras que sempre têm fôlego do lado de cá da tela.

Beijos, querida!

Tamara disse...

Ô, querido, Fanuel!

Muitíssimo obrigada por suas palavras.

A-DO-REI!!!

B-joletas coloridas

Edson Marques disse...

Por mais paradoxal que seja, parece verdade!






Abraços, flores, estrelas..

.

Guto Melo disse...

Considerando que o certo e o errado são incertos... bem, eu acho que sumiram com as provas.

Edson Marques disse...

Tamara,

que bom que você lembrou de mim na Yoga.

Sinto-me abençoado por você!



Abraços, flores, estrelas..

.

Janete Cardoso disse...

Certo e errado?
Acho tudo relativo...
Beijo, amiga!