sábado, 22 de abril de 2006

Aos seis anos de idade, ela escreveu uma estória conhecida por poucos:


XAPEIZIHO VEMEHLO

É rau mavei
mãmãetava fazedo boliho
Xapeiziho Vemehlo
vala leva e ceboliho
para võvõzinha e ceboliho
Pelitrada fora e vobe soziha
para leva boliho para vovozinha
Xapeiziho Vemehlo
Xapeiziho Vemehlo
Aode voceta toa tra da
ãrvore masi e so a fadamarinha
pasa pelitrada foreta


P.S.: Eu gostaria de compartilhar a letra, a maneira que escrevi. Mas, no momento, não disponho de scaner. Quem sabe, um dia...

2 comentários:

Elton Queiroz disse...

Que máximo To!!!!!!
'Dorei sua história!!!!
Super original!!!
Seu vocabulário era ótimo desde os 6 anos... Não sei se vc já era bilíngüe, trilingüe ou tinha o dom de escrever em meados da evolução da língua: Latim > Português. hehe!!!
...E quem disse que as sereias e os peixinhos não tem direito a uma Fada Marinha, né?! Nada mais justo! hauhauahuauahauhau!!!!!!
Vc é linda, cara!
Tô rindo demais com tudo isso! Grande beijo!!!

dontanalise disse...

«Eu bem lhe disse para ela não ir por esse caminho..»
-lamentações de mamae de capuchinho vermelho, perante a aparente perca de perspicácia da filha.somos todas tão capuchinhu..né?