domingo, 15 de abril de 2007

Adultos Precoces (?)

Se uma criança de dez anos perdeu a simplicidade da vida, como estará os demais?

Se uma criança de dez anos não percebe os bons momentos que a vida proporciona, como estará a qualidade de percepção dos demais?

8 comentários:

Alysson Amorim disse...

Oi Tamara! =)

Penso nisto tb. Acredito que muitos de nossos problemas enquanto sociedade residem neste processo de castração precoce da infância.

É o ser deformado pela raiz.

Beijão. Uma ótima semana.

=)

Anônimo disse...

Oi Tatá... :D

Elcio Domingues disse...

Tamy, isso me lembrou a canção de Cazuza, que Ângela Rorô se recusou a gravar por mera opção sexual dela, mas que a mesma opção não impediu que Cássia Eller gravasse e que diz: "Quem sabe ainda sou uma garotinha esperando o ônibus da escola, sozinha... rezando baixo peos cantos, por ser uma menina má...".

Faço uma ácida e demolidora crítica ao seu post anterior, nos comentário dele. Leia e, em nome de nossa paixão, não brigue comigo, ouviu bem? rs.


B-joletas, Tamy!

Edson Marques disse...

quando perdemos a inocência, perdemos quase tudo!





abraços, flores, estrelas..

Elcio Domingues disse...

É isso, Tamy!

Bjoletas!

Elcio Domingues.

Felipe Fanuel disse...

A infância é uma etapa da vida como qualquer outra. No entanto, quanto mais tempo ficamos lá mais longe estaremos de estarmos do jeito que a sociedade nos forja a estar.

Essa sensibilidade para perceber a simplicidade da vida é uma raridade não apenas em crianças, mas em muitos adultos.

Beijos, Tamara ;-D

Lizzie disse...

Nossa sociedade anda criando pequenos niilistas, que não crêem mais na vida, nem em si mesmos.

Lastimável!


Ah, e eu voltei!E agora pra ficar ;)
Beijão, tudo de bom!
Saudadona

Janete Cardoso disse...

Oie!
Acho que fiquei presa nos meus 10 anos... a sociedade não gosta muito disso, vive me punindo!
bjs, Tammy, aparece, viu?