quinta-feira, 12 de abril de 2007

Eros

Afrodite, anatomia divinal, bom gosto e requinte, esposa e adúltera. Sempre acompanhada pela Horas e pela Graças, além de seus amores: Ares, Hermes, Dioniso, Poseidon e Anquises.

Com Ares teve os filhos Fobos e Demos. Deve ser por isso que quem é adúltero colhe os frutos do Medo e do Terror (só uma suspeita!).

Há quem diga que os adúlteros ficam sem juízo por causa dos transtornos causados por Hera e são grandes adoradores de vinho, assim como o Dionísio (aquele que citei acima!). Ou seja, se tornarão loucos, vagando pela Terra e às mulheres que os seguirem serão verdadeiras bacantes.

PS: Não liguem, eu adoro mitologia grega, não sei porque comecei nem porque terminei e postei isto. Até mais!

4 comentários:

Edson Marques disse...

Tamara,

que bom seria abrirmos agora uma garrafa de vinho, e ficarmos discutindo mitologia grega...

Também adoro!


Abraços, flores, estrelas e Eros!

Tamara disse...

Que bom seria, é verdade.

Elcio Domingues disse...

Desculpe-me, Tamy, mas senti um moralismo anacrônico indigno de vc nesse texto. Há uma canção que diz: "Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é...". Tem ainda a lenda bíblica que diz: "Não julgueis...". Meu post de hoje traz uma transcrição que tem tudo a ver com o assunto.

B-joletas

Elcio Domingues.

Tamara disse...

Parece que a gente só julga o que não conhece, não é mesmo? Aquilo que nos é oculto e faz a mente criar o que bem entender...